A «GAIVOTA»

A Gaivota

 

Como és bela gaivota, que suave o teu voar,

Lindas as tuas asas todas abertas ao vento,

Ensina-me os caminhos do teu imenso mar,

Quero voar longe com asas de pensamento.

 

Tu que amas o Mar a teu bel-prazer

Sem que alguém perturbe o teu voar,

Diz á alma minha, como pode vir a ter,

Alegria no viver e liberdade no amar.

 

Que felicidade a tua, ver tudo lá das alturas,

Voando em liberdade, horas e horas sem fim,

Quero voar contigo, largar minhas amarguras,

Quero a tua companhia, voando junto de mim.

 

Meu destino é amar sem fim,

Assim como o teu é voar, voar,

Descansa um pouco junto de mim,

Ensina-me o teu voar,

Eu ensino-te o meu  amar .

 

 
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s